Taxa de inflação abranda para 1,5% em Portugal: Novos preços, novo orçamento?

Taxa de inflação abranda para 1,5% em Portugal: Novos preços, novo orçamento?

Boas notícias: A taxa de inflação em Portugal começa agora a abrandar. Então, com os novos preços, devemos reorganizar o orçamento? 

22 Dec 20233 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Para uma melhor organização do orçamento, porque não tentar baixar prestações mensais de créditos e/ou seguros? Contacte os intermediários de crédito da Poupança no Minuto para mais informações. Para perceber que valores de taxas estão em causa e como reorganizar o orçamento, leia em seguida. 

Taxa de inflação em Portugal abranda mais do que o previsto 

Preços abrandam com o recuo da inflação para 1,5% em novembro: Um valor mais baixo que o previsto pelo Instituto Nacional de Estatística que apontaria para 1,6%. 

A taxa, divulgada agora pelo Índice de Preços no Consumidor, fica inferior em 0,6 pontos percentuais face ao menos anterior. 

Em relatório do INE, citado pelo Notícias ao Minuto, é explicado que o principal contributo para a desaceleração “provém do efeito de base associado ao aumento mensal de preços registado nos produtos alimentares no último mês (0,4%) ter sido inferior ao que se verificou em novembro de 2022 (1,7%)”. 

Quanto ao indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos), em novembro fixou-se em 2,9%, face aos 3,5% de outubro.  

Nos produtos energéticos a diminuição do índice foi de –12,1% para –12,4%; dos produtos alimentares não transformados de 4,0% para 3,5%;  

A variação mensal do IPC refletiu-se assim em –0,3%, comparando com os 0,2% no mês precedente, e a variação dos últimos 12 meses em 5,0%, face aos 5,7% de outubro. 

Já as variações do Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português refletiram-se nos seguintes valores: 

  • 2,2% de variação homóloga, face a 1,0% do mês anterior e inferior em 0,2% p.p. ao valor previsto pelo Eurostat para a área Euro; 
  • 3,6% de variação com exclusão de produtos alimentares e não transformados e energéticos, face a 4,8% do mês precedente e inferior à taxa prevista para a área Euro de 4,2%; 
  • -1,0% de variação mensal, comparando aos -0,4% do mês anterior e 0,0% de novembro de 2022; 
  • 5,9% de variação média dos últimos doze meses, perante os 6,6% do mês anterior. 

Com a inflação a abrandar e os preços a baixar, reorganize o orçamento 

Com a inflação a começar, finalmente, a abrandar e os preços a retornar a valores menos inflacionados, está na altura de reorganizar o seu orçamento

Depois de um período financeiro mais conturbado, deve aprender com os erros do passado: Sentiu dificuldades perante este cenário? Então, porque não aplicar agora a folga orçamental num fundo de emergência

É sempre importante reservarmos parte do orçamento para a poupança, pelo que, agora que os preços começam a baixar, procure colocar a reserva num “porquinho mealheiro”. 

Se quer ainda mais aumentar a folga no orçamento, pode também tentar baixar prestações de seguros e créditos que tenha.  

Para isso, dirija-se às entidades e requeira negociar as condições dos seus contratos. E caso não fique satisfeito com a revisão, pode ainda transferir os contratos para novas instituições que lhe ofereçam propostas mais vantajosas. 

No caso de esta última opção ser viável para si, recorra a um intermediário de crédito ou mediador de seguros para o ajudar! A Poupança no Minuto oferece os dois serviços, sem qualquer custo, acompanhando-o ao longo do processo todo. Contacte-nos e fique a saber mais. 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação