Taxa de inflação recua em Portugal e na Zona Euro

Taxa de inflação recua em Portugal e na Zona Euro

A taxa de inflação começa a recuar, tanto a nível nacional como da Zona Euro. Conheça os dados e saiba como estabilizar o seu orçamento. 

11 Dec 20233 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Precisa de poupar? Já pensou que pode poupar com os seus créditos e/ou seguros? Contacte os intermediários de crédito da Poupança no Minuto e perceba de que formas o podemos ajudar. Mas leia, primeiro, em que valores se encontra a inflação em Portugal e na Zona Euro.  

Como estão os preços em Portugal? 

Perante o mês anterior, a taxa de inflação recuou em Portugal e na Zona Euro. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) terá descido para 1,6% em novembro de 2023, menos 0,5 pontos percentuais (p.p.) que o mês anterior. 

A divulgação é do INE, partilhada pelo Notícias ao Minuto: “O principal contributo para esta desaceleração provém do efeito de base associado ao aumento mensal de preços registado nos produtos alimentares no último mês (0,4%) ter sido inferior ao que se verificou em novembro de 2022 (1,7%)”, pode ler-se. 

Além disso, também o indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) recuou para 2,9%, menos 0,4% que no mês anterior.  

Quanto ao índice dos produtos energéticos, regrediu para –12,4%, contrastando com os -12,0% de outubro, e o índice sobre os produtos alimentares não transformados para 3,5%, perante os 4,0% do mês precedente. 

Segundo a notícia, o INE explica ainda: “Comparativamente com o mês anterior, a variação do IPC terá sido -0,3% (-0,2% em outubro e 0,3% em novembro de 2022). Estima-se uma variação média nos últimos doze meses de 5,0% (5,7% no mês anterior)”. 

Por fim, o Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português teve uma variação homóloga de 2,3%, representando um recuo de 0,9% face ao mês precedente. 

Inflação também regride na Zona Euro 

Na Zona Euro, também a taxa de inflação homóloga desceu em novembro, para 2,4%, de acordo com dados divulgados pelo Eurostat. 

Perante o valor registado em outubro de 2,9% e o valor registado há um ano de 10,1%, isto representa um recuo de 0,5% e 7,2% respetivamente. 

Relativamente à inflação subjacente, o Eurostat tem previsto que, retirando os componentes mais voláteis, a taxa se fixe em 3,6% na Zona Euro. Assim sendo, observa-se um recuo mediante o valor de 4,2% de outubro e de 5,0% da taxa homóloga. 

Estabilização dos preços? Estabilize o orçamento 

Face a uma estabilização dos preços, estabilize também o seu orçamento: procura soluções para baixar e fixar a prestação da casa? 

Se tiver um crédito habitação com uma taxa variável, saiba que, neste momento, é mais compensatório contratar uma taxa mista ou fixa. Além de estabilizar o valor de taxa, garantindo maior estabilidade e segurança, o valor pode ser mais baixo. 

As taxas Euribor encontram-se em valores de 4%, contrastando com as novas ofertas dos bancos com taxas mistas a partir de 3% (fixa num primeiro período, retornando à variável - o que pode ser benéfico para quando a Euribor voltar a descer). 

Fale com um intermediário de crédito e saiba o que podemos fazer por si! Na Poupança no Minuto não cobramos pelos nossos serviços, e ajudamo-lo desde o dia 1 até concluir o processo! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação