Qual a diferença entre habitação própria permanente e secundária no crédito?

Qual a diferença entre habitação própria permanente e secundária no crédito?

Quando vai contratar um crédito habitação, as condições propostas pelo banco vão ser diferentes consoante a finalidade que der ao imóvel: própria permanente ou secundária. Perceba a diferença entre as duas e as condições de financiamento para cada. 

08 Apr 20243 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Se procura um crédito habitação para a sua nova morada, é com a Poupança no Minuto! Os intermediários de crédito acompanham-no para que possa conseguir as melhores condições do mercado. Contacte-nos ou leia, primeiro, que condições lhe podem apresentar. 

O que difere habitação própria permanente de secundária? 

A diferença entre a finalidade de uma habitação própria permanente e uma habitação secundária, é que a primeira se destina à habitação do proprietário e respetivo agregado familiar, sendo a sua morada fiscal, e a segunda se destina à ocupação durante períodos ocasionais pelo proprietário, como uma casa de férias. 

Qual o impacto das duas finalidades no crédito habitação?  

No fundo, o que difere as finalidades são os impostos a pagar, bem como as condições de acesso ao financiamento propostas pelos bancos. 

Isto porque um segundo crédito habitação para a compra de uma casa de habitação ocasional, investimento ou arrendamento, terá condições piores que para uma casa principal com um primeiro crédito, devido à taxa de esforço. 

Ao ter já um crédito habitação, a taxa de esforço será mais elevada e as condições menos favoráveis. 

A maior diferença será na percentagem de empréstimo que o banco está disposto a disponibilizar, ou seja, no loan-to-value. O máximo que os bancos emprestam para um imóvel de habitação secundária é até 80%, enquanto em imóveis para habitação própria permanente é até 90% do valor.

Note que, em ambos os casos, o montante emprestado do banco é sob o valor mais baixo entre o de aquisição ou o de avaliação. 

As restantes condições dependerão da instituição bancária, mas, por norma, as taxas de juro não diferem do primeiro crédito habitação. Já o prazo de financiamento no crédito secundário pode estar limitado a 30 anos, independentemente da idade dos titulares, com o limite de 75 anos de idade do titular mais velho no fim do contrato. 

Já os impostos também se pagam de forma semelhante à compra de uma habitação própria permanente, uma vez que tem de pagar igualmente o Imposto de Selo (IS) e o Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas (IMT) na escritura. 

Porém, o valor em si a pagar de IMT difere em habitações secundárias, tendo uma tabela distinta. Existindo a exceção de que numa segunda habitação não é possível ter direito à isenção do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), continuando ainda a ter de declarar as mais-valias da habitação secundária na liquidação do IRS. 

Procura contratar um crédito habitação com uma destas finalidades? Os intermediários de crédito da Poupança no Minuto podem garantir que acede às melhores condições de financiamento em ambos os casos! Contacte-nos para um serviço gratuito de apoio por todo o processo, tratamento de toda a burocracia e comunicação com as entidades. 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação