Imposto do Selo na compra de casa: O que é e quando pago?

Imposto do Selo na compra de casa: O que é e quando pago?

O Imposto do Selo é o mais antigo do sistema fiscal português. Paga-se em diversos momentos, mas com maior impacto na compra de um imóvel. Saiba como funciona e quais as taxas do mesmo, em seguida. 

25 Mar 20243 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Está no processo de compra de casa através de financiamento? Os intermediários de crédito da Poupança no Minuto podem acompanhá-lo, de forma gratuita, mediando o processo com os bancos para garantir que consegue as melhores propostas! 

O que é o Imposto do Selo, quando se aplica e quanto pago? 

O Imposto do Selo é um dos impostos devidos na compra de casa, mas qual é o seu valor e em que momento deve ser pago? 

De acordo com o Diário da República, Tabela Geral do Imposto do Selo, este imposto incide “sobre todos os atos, contratos, documentos, títulos, papéis e outros factos ou situações jurídicas previstas”. Sendo que, inclui-se nesses atos a “aquisição onerosa ou por doação do direito de propriedade ou de figuras parcelares desse direito sobre imóveis, bem como a resolução, invalidade ou extinção, por mútuo consenso, dos respetivos contratos” – n.º 1.1 da Tabela Geral do Imposto do Selo.  

Além disso, é cobrado a entidades que autorizem créditos, notários, conservadores, a contratos de jogo da Santa Casa da Misericórdia, e a entidades que entreguem prémios de bingo, rifas, e outros sorteios/concursos. 

Este é, na verdade, o imposto mais antigo em Portugal, criado a 24 de dezembro de 1660 tendo sobrevivido durante séculos no mapa fiscal nacional como forma de receita para o Estado. Foi-se adaptando a novas realidades e reformado em 2000, com a abolição da estampilha fiscal a que correspondia. Ainda que tenha sido o fim do selo, o pagamento do imposto manteve-se. 

Na compra de casa 

Terá de pagar o Imposto do Selo na compra de um imóvel, sendo que o valor da taxa vai variar consoante o tipo de ato/contrato. Por norma, costuma representar 0,8% em aquisição ou transmissão gratuita de imóveis, incidindo sobre o valor de aquisição do imóvel, ou do Valor Patrimonial Tributário (VPT), o que for superior. 

No crédito habitação 

Se recorrer à contratação de crédito habitação para comprar a casa, também tem de pagar Imposto do Selo sobre o montante do empréstimo.  

O valor da taxa depende da duração do contrato: em créditos de prazo igual ou superior a cinco anos é de 0,6%, créditos de prazo igual ou superior a um ano e inferior a cinco anos é de 0,5%, e créditos de prazo inferior a um ano, 0,04% por cada mês ou fração. 

Mas também se aplica uma taxa de 4% de Imposto do Selo às comissões associadas à contratação do crédito habitação, como as comissões de estudo, de avaliação e de formalização.  

Além disso, também paga Imposto do Selo sobre juros no crédito habitação, outro crédito hipotecário e ainda no crédito pessoal (sobre os juros de cada mensalidade).

Para que todo o processo de contratação do crédito habitação seja o mais simples possível, os intermediários de crédito da Poupança no Minuto podem tratar de toda a parte burocrática! Os nossos serviços não têm custos e recolhem várias propostas de diferentes bancos, para que possa aceder às melhores condições do mercado e mais adequadas a si! Contacte-nos, poupe tempo e dinheiro! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação