Estudo aponta para aumento de incumprimentos e menos dinheiro

Estudo aponta para aumento de incumprimentos e menos dinheiro

A inflação continua sem descida significativa e os preços dos produtos e serviços tem continuado a ser um problema para a carteira dos portugueses. De acordo com estudo, devido a esta conjuntura, tem sido cada vez mais evidente o aumento de incumprimento nos pagamentos. Saiba o que está em causa.

28 Mar 20242 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Precisa de um reforço nos seus rendimentos, para que não entre em incumprimento com mais nenhum encargo? Fale com os intermediários de crédito e mediadores de seguro da Poupança no Minuto para renegociar as condições dos seus contratos atuais, ou transferi-los! Mas conheça antes os dados partilhados. 

Mais incumprimentos e pouco dinheiro: Portugueses sentem menos culpa em não pagar 

Um estudo do European Consumer Payment Report, da Intrum, partilhado pelo Notícias ao Minuto, indica que os incumprimentos têm crescido e que o dinheiro na carteira dos portugueses é cada vez menos. 

O estudo aponta para “uma crescente aceitação em ignorar o pagamento de contas”. Isto por existirem cada vez mais pessoas com menos dinheiro, pelo que o incumprimento das contas está a aumentar. 

“Embora possam ser muitas as razões por detrás de um pagamento em atraso - desde o consumidor não ter dinheiro, a simplesmente ter-se esquecido de pagar - os dados da Intrum sugerem uma mudança nas normas sociais. Atualmente, verifica-se uma crescente aceitação em ignorar o pagamento de contas e ao mesmo tempo, os consumidores afirmam estar atentos às empresas que tentam explorar as suas dificuldades através de táticas como agreedflaction - aumentar os preços mais do que o justificado pelos seus custos ou a manter os preços elevados mesmo quando os seus custos de produção diminuem”, pode ler-se na notícia divulgada sobre os dados. 

Pelo que, com os pagamentos em atraso ou não pagamentos “a tornarem-se endémicos, as atitudes dos consumidores parecem estar a mudar”. 

Estes dados têm causado uma grande preocupação às empresas, uma vez que os “consumidores estão a reavaliar o que consideram aceitável quando se trata de ignorar faturas”. 

De acordo com os dados, o estudo indica ainda que três em cada 10 inquiridos (29%) sentem agora menos culpa, face há uns anos, por ignorarem o pagamento de uma conta. 

Para que não continue em incumprimento com os seus pagamentos, pode recorrer a opções que o ajudem a baixar as prestações mensais que tem de pagar. No caso de ter créditos e/ou seguros, é possível negociar os seus contratos para que tenha acesso a melhores condições, ou até transferi-los para novas entidades e ficar a pagar (significativamente) menos pelos produtos! Fale com a Poupança no Minuto para que possamos dar início ao seu processo o mais prontamente possível. 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Simuladores