Taxas de juro vão baixar no verão? Largarde assume possibilidade

Taxas de juro vão baixar no verão? Largarde assume possibilidade

Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE), assume a possibilidade de as taxas de juro poderem vir a sofrer um corte no verão. Perceba melhor as palavras da líder, no artigo. 

24 Jan 20243 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Sempre à espera que as taxas de juro baixem, para que a sua prestação da casa indexada à Euribor desça também? Não precisa de esperar – Fale com a Poupança no Minuto e encontre outras soluções para uma prestação mais baixa imediata. Mas compreenda, primeiro, quais as expectativas face às taxas de juro. 

Ainda há um nível de incerteza, mas existe possibilidade de baixa nas taxas de juro no verão 

A líder do Banco Central Europeu (BCE) Christine Lagarde, no Fórum Económico Mundial a decorrer na cidade suíça de Davos, considerou a probabilidade de um corte nas taxas de juro no verão

Porém, citada por notícia do Notícias ao Minuto, Lagarde admitiu que tem de ser “cautelosa” pois dependem “da informação e ainda há um nível de incerteza”, uma vez que certos indicadores não estão no nível a que gostariam de ver. 

Por forma a controlar as expectativas face ao corte nas taxas de juro, a líder do BCE esclarece ainda que “não ajuda no combate à inflação se houver tanta antecipação”, pode ler-se na notícia. 

Apesar de a inflação estar “no caminho certo”, a vitória está ainda longe de ser declarada. 

A par com as declarações de Christine Lagarde, o governador do Banco de Portugal (BdP) afirmou, em declarações à rede americana CNBC no decorrer do Fórum Económico Mundial, que “a inflação na zona euro e o BCE não precisa de agir muito mais para levar os preços aos 2% no médio prazo”, explica ainda a notícia. 

O foco, segundo Mário Centeno, é a inflação de médio prazo e não já a inflação de fevereiro, pelo que pode considerar-se uma trajetória positiva atualmente. 

Note ainda que, de acordo com a presidente do BCE no início do ano, é possível afirmar que as taxas de juro na zona euro já atingiram o pico

Crédito habitação com taxa variável? Não precisa de esperar pela descida das taxas de juro 

Se tem um crédito habitação com taxa variável, indexado às taxas Euribor que variam consoante as de juro, e permanece na expectativa do corte nas taxas: não precisa de esperar. 

Existem soluções para que consiga ter um valor de taxa fixo e mais estável, sem variações. Para isso, pode mudar para um regime de taxa fixa ou mista. Perante os valores da Euribor perto de 4%, os valores atualmente praticados por certos bancos começam a partir de 2%, fixando a taxa por 1 ano. 

Para ter acesso a estas campanhas, pode questionar o seu banco atual face à possibilidade, ou transferir o seu financiamento para o banco que lhe oferece estas condições. Fale com a Poupança no Minuto, tratamos disso num segundo... angariamos as várias possibilidades dos bancos, para que possa escolher a proposta mais vantajosa para si! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação