Taxa mista foi o regime contratado em 71% dos créditos habitação em 2023

Taxa mista foi o regime contratado em 71% dos créditos habitação em 2023

A taxa de juro mista representou 71% dos contratos de crédito habitação em 2023. Conheça os dados em causa, divulgados pelo Banco de Portugal (BdP). 

14 Feb 20243 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Tem crédito habitação e quer aderir a este regime de taxa de juro? Fale com um intermediário de crédito da Poupança no Minuto que, de forma gratuita, simula o seu caso e o ajuda em todo o processo! Leia os números de 2023, em seguida. 

Taxa mista foi a taxa de juro mais contratada em 2023 no crédito habitação 

No ano de 2023, a taxa de juro mista foi o regime mais contratado no crédito habitação. Os dados são do Banco de Portugal (BdP), partilhados pelo Notícias ao Minuto, e indicam que houve um disparo de 16% em dezembro de 2022 para 71% em dezembro de 2023. 

“Em 2023, assistiu-se a um aumento das novas operações de crédito à habitação com taxa mista (isto é, empréstimos com taxa de juro fixa num período inicial do contrato, seguido de um período em que a taxa de juro é variável), que passaram de 16% do montante de novas operações em dezembro de 2022 para 71% em dezembro de 2023”, segundo o relatório do BdP citado na notícia. 

De acordo com o BdP, devido à “preferência dos devedores para negociar contratos de crédito à habitação com taxa mista, o peso destes empréstimos no stock de crédito à habitação aumentou 10 pp em 2023, até se fixar nos 16% em dezembro”. 

Este disparo da taxa de juro mista advém do aumento das taxas de juro que se refletiu no aumento das prestações mensais de créditos habitação com taxa variável, de 339 euros em dezembro de 2022 para 425 euros em dezembro de 2023. Note que metade destes financiamentos para habitação própria e permanente tinha uma prestação igual ou superior a 355 euros em dezembro de 2023. 

“As amortizações antecipadas de crédito à habitação quase duplicaram em 2023, passando de 5,5 mil milhões de euros, em 2022, para 10,1 mil milhões de euros. As amortizações antecipadas totais (que incluem os contratos finalizados por amortização da dívida do devedor, consolidação de crédito num novo contrato e as transferências de crédito para outra instituição) representaram 83% das amortizações antecipadas em 2023”, pode ainda ler-se a citação na notícia. 

É importante ressalvar que um regime de taxa de juro mista implica que fixe a taxa por um período inicial, por exemplo dois anos, retornando depois à taxa variável. Ou seja, é um regime que faz sentido contratar agora uma vez que as taxas só estão previstas baixar no verão. Além disso, há campanhas de bancos a oferecer taxas mistas com 2,50% se fixar por um ano, contrariamente às taxas Euribor perto de 4%. 

Se este é um regime de taxa de juro que lhe suscita interesse, para que possa baixar a prestação mensal do seu crédito habitação, realize uma simulação connosco. 

Verá quanto conseguirá poupar mensalmente através da mudança para a taxa mista, ao rever as condições atuais do seu contrato e/ou transferir o contrato para um banco diferente. Contacte a Poupança no Minuto e descubra como o podemos ajudar! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação