Preço das casas aumenta mais do dobro desde 2010

Preço das casas aumenta mais do dobro desde 2010

O preço das casas continua a aumentar, e, ainda que o arrefecimento já se comece a sentir, a diferença para 2010 é significativa. Perceba melhor, neste artigo, e saiba como aceder a um processo de compra de casa menos custoso. 

29 Nov 20233 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Compra de casa? Crédito habitação? Temos os serviços certos para si! Contacte a agência imobiliária Casa no Minuto e os intermediários de crédito da Poupança no Minuto para saber mais. Ou leia, primeiro, em que ponto se encontram os preços das casas, em seguida. 

Casas (muito) mais caras desde 2010  

O preço das casas em Portugal, e também noutros oito Estados-membros da União Europeia (UE), mais do que duplicou desde 2010 e a previsão é que continue a aumentar, segundo a Comissão Europeia, como se pode ler em publicação partilhada pelo Notícias ao Minuto

Então, apesar do arrefecimento no imobiliário europeu, as casas continuam cada vez mais caras, como se concluiu num capítulo de foco na crise da habitação, nas previsões económicas de outono. Este arrefecer dos mercados, desde 2022, dá-se “a par do abrandamento significativo dos níveis de crédito”, devido à política monetária do Banco Central Europeu (BCE). 

"Os preços das casas registaram um forte crescimento em toda a UE durante a última década, especialmente durante a pandemia. Os preços das casas começaram a aumentar durante a recuperação económica da década de 2010, embora com diferenças assinaláveis entre os Estados-membros", sendo que "os preços duplicaram na Alemanha e nos Países Baixos, enquanto Portugal, Irlanda, República Checa, Áustria, Luxemburgo Áustria, Luxemburgo, Letónia e Lituânia registaram um crescimento de preços ainda mais forte", explica a Comissão Europeia, citada pelo Notícias ao Minuto. 

Alguns mercados, porém, já atingiram o pico no que toca aos preços das casas, no segundo trimestre de 2022, enquanto noutros “o crescimento constante dos preços continua”, como é o caso da “Bulgária, Croácia, Grécia, Portugal e Eslovénia”. 

Quanto ao futuro, a notícia explica que a Comissão prevê que “as restrições à capacidade de contratação de empréstimos das famílias sugerem que os preços da habitação permanecerão sob pressão nos próximos trimestres, antes de retomarem o crescimento”. 

Comprar casa com a ajuda certa pode custar menos 

Comprar casa pode ser menos custoso (burocrática e financeiramente), se contratar a ajuda certa. Neste processo, pode ser importante ter junto de si uma agência imobiliária e um intermediário de crédito, no caso de financiamento. 

Ambos os serviços disponibilizam uma mediação, ajudando-o com toda a “papelada” necessária, passando o conhecimento e experiência nestes procedimentos que podem ser complexos. 

A Casa no Minuto pode encontrar o seu imóvel de sonho, negociar o valor de compra e defender sempre os seus interesses. 

Tal como a Poupança no Minuto pode intermediar, de forma totalmente gratuita, o processo de crédito entre si e os bancos, encontrando a proposta mais benéfica para o seu caso. 

Contacte-nos e garanta o melhor serviço para a sua casa e a melhor proposta para o seu crédito! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação