Centeno assume condições para corte nas taxas de juro

Centeno assume condições para corte nas taxas de juro

Mário Centeno considera estarem reunidas condições e a próxima reunião do BCE será a 11 de abril, mas presidente só aponta descida dos juros para o verão. 

26 Mar 20242 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Procura uma solução mais rápida para descer os juros do seu crédito? Fale com os intermediários de crédito da Poupança no Minuto e saiba o que podemos fazer por si! 

Descer as taxas de juro: “Acho que neste momento estamos em condições” 

De acordo com o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, o Banco Central Europeu (BCE) tem já as condições reunidas para cortar as taxas de juro. O mesmo não adiantou datas, mas a próxima reunião do BCE está marcada para 11 de abril. 

"A grande preocupação que existe neste momento é, precisamente, saber e determinar o momento ótimo de começar a descer as taxas de juro na área do euro. (...) Acho que neste momento estamos em condições de o poder fazer", disse Centeno, no âmbito do concurso Geração Euro, citado pelo Notícias ao Minuto. 

Ainda que Mário Centeno o considere, a presidente do BCE, Christine Lagarde aponta para o corte nos juros apenas pela altura do verão, quando terá dados suficientes para a decisão. 

O ex-ministro das Finanças explica ainda que, primeiramente, é necessário perceber “até quando é que o mercado de trabalho pode continuar a sustentar este aparente melhor comportamento da economia". Isto considerando que atualmente existem condições para procurar novos estímulos de crescimento da área do euro e para uma descida das taxas de juro, pois "quando ela se começar a materializar" vai ser um dos estímulos para evitar a recessão, de acordo com a notícia. 

Além disso, Centeno aponta para um cenário base atual na zona euro de estagnação e não recessão, tendo sido um sucesso o evitamento do processo recessivo, apesar do elevado aumento das taxas de juro. 

As taxas de juro mantiveram-se inalteradas pela quarta vez consecutiva na última reunião do BCE a 7 de março, contrapondo com as 10 subidas das taxas previamente desde 2022. As taxas atingiram o nível mais elevado de sempre, mas espera-se que comecem, brevemente, a regredir. 

Para aceder mais imediatamente a uma descida de juros no seu crédito, em caso de financiamento da casa com regime variável associado às taxas Euribor, podemos ajudar! Os intermediários de crédito da Poupança no Minuto disponibilizam serviços gratuitos de mediação com os bancos, para que possa renegociar o seu contrato ou transferi-lo e aceder a um regime de taxa mais vantajoso! Poupe na sua prestação mensal, poupando tempo e poupando-se a burocracias. Fale connosco! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação