Afinal, quem beneficia mais com as alterações ao IRS?

Afinal, quem beneficia mais com as alterações ao IRS?

Análise revela que as alterações ao IRS vão beneficiar famílias que recebem rendimentos superiores.  

22 Jan 20242 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Está a necessitar de poupar? Revisite os seus créditos e seguros, renegoceie condições ou transfira os produtos para novas instituições. Contacte a Poupança no Minuto para perceber como o podemos ajudar no seu caso específico. Ou leia antes quais os escalões que beneficiarão com mais impacto das alterações. 

Alterações ao IRS com o OE2024: Beneficiam mais famílias “com rendimentos mais altos” 

Segundo análise publicada no Banco de Portugal (BdP), realizada por Sara Riscado, quem mais beneficiará com as alterações impostas ao IRS pelo Orçamento do Estado para 2024 (OE) serão as famílias “com rendimentos mais altos”. 

Ou seja, as famílias com rendimentos superiores vão passar a descontar menos, mediante análise em “termos distributivos”. 

“"Em termos distributivos, estas alterações beneficiam relativamente mais os indivíduos situados em decis de rendimento mais altos, uma vez que o impacto da redução das taxas de imposto – o mais dominante em todos os decis de rendimento – é crescente até ao nono decil da distribuição", pode ler-se em notícia partilhada pelo Notícias ao Minuto, que cita o BdP. 

Estas alterações advêm do OE2024, que “inclui uma redução das taxas marginais do IRS (até ao 5.º escalão), a atualização dos escalões do imposto em 3% e a atualização do mínimo de existência em linha com o salário mínimo a vigorar em 2024 (820 euros mensais)”, explica o BdP, em edição da rubrica 'Economia numa imagem'. 

O que significa que as alterações “implicam uma diminuição da taxa média de imposto de 15% para 14% e um aumento de cerca de 2% do rendimento disponível das famílias”. Note ainda que “embora o aumento do mínimo de existência beneficie mais os indivíduos que se encontram na primeira metade da distribuição, o seu efeito é relativamente modesto quando comparado com os gerados pelas medidas sobre os escalões e as taxas de imposto”. 

A análise em questão foi realizada por Sara Riscado sendo “da exclusiva responsabilidade da autora e não coincidem necessariamente com os do Banco de Portugal ou do Eurosistema”, segundo explicita o site. 

De acordo com o seu escalão de IRS, não poupará grande coisa? Pondere poupar com as suas prestações de créditos e seguros! Com um intermediário de crédito da Poupança no Minuto, tem acesso a várias opções para baixar as prestações mensais, fale connosco e saiba o que podemos fazer por si. 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação