É arrendatário? Já se pode candidatar ao Subsídio de Arrendamento

É arrendatário? Já se pode candidatar ao Subsídio de Arrendamento

As candidaturas estão agora abertas e vão estender-se até ao dia 9 de março. Saiba se pode candidatar-se. 

16 Feb 20242 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Ajuda a diminuir prestações de créditos e seguros? A Poupança no Minuto está aqui para isso: Contacte-nos já ou leia primeiro o artigo em seguida. 

Paga renda em Lisboa? Saiba se pode candidatar-se ao Subsídio de Arrendamento 

Segundo notícia divulgada pelo Notícias ao Minuto, já estão abertas as candidaturas para o Subsídio Municipal ao Arrendamento Acessível, disponibilizado pela Câmara Municipal de Lisboa (CML) como apoio às rendas de famílias e profissionais deslocados, prolongando-se até 9 de março. 

“As candidaturas decorrem online, na  Plataforma Habitar Lisboa, a partir das 17h00, e este apoio destina-se a quem despende 30% do seu rendimento, ou mais, com a renda mensal de uma habitação arrendada no mercado privado”, segundo a Câmara, citada pela notícia. 

Relembre-se de que, para aceder a este apoio, o regulamento determina que o valor anual do rendimento global do agregado habitacional tem de ser superior ao valor mínimo de 6.000 euros e inferior ao limite máximo de 35.000 euros por uma pessoa, ou 45.000 euros por agregado familiar com mais de duas pessoas (acrescendo ainda 5.000 euros por ano, por cada dependente adicional constante na declaração do IRS). 

O limite do rendimento mínimo global dos agregados familiares era de 9.870 euros até aqui, mas foi agora reduzido para 6.000 euros, alargando o espetro de beneficiários. 

“Baixámos o valor de acesso ao Subsídio Municipal ao Arrendamento Acessível para permitir que pessoas que até aqui não reuniam os critérios para aceder a este programa possam agora ser abrangidas e beneficiar de um apoio mensal no pagamento da sua renda", explica Carlos Moedas, citado na mesma publicação. 

Para que possa candidatar-se, o imóvel arrendado tem de estar situado em Lisboa, com os seguintes limites consoante a renda: 

Tipologia contratadaRenda máxima
T0 ou parte de casa600 euros
T1900 euros
T21150 euros
T31375 euros
T41550 euros
T51700 euros
T61850 euros
T72000 euros

Conheça toda a lista de documentação necessária, neste documento

Precisa de outro reforço nos rendimentos para fazer face a todos os encargos mensais? Tem várias opções, como a revisão das condições atuais de créditos e seguros, a transferência dos mesmos na procura de propostas mais baratas, consolidar vários créditos que tenha, ou a contratação de outro financiamento

Os intermediários de crédito da Poupança no Minuto podem ajudá-lo em qualquer um destes processos, sem qualquer custo! Contacte-nos e saiba o que podemos fazer por si. 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Simuladores