Bóia em rochas e mae simbolizando seguro de vida

Seguro de vida: Porque a seguradora pode recusar o sinistro?

Tentou participar um sinistro referente ao seu seguro de vida e a seguradora não se responsabilizou? Perceba qual o motivo que pode estar em causa. 

04 Jun 20242 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Para contratar ou poupar com o seu seguro de vida, conte com os mediadores de seguro do Poupança no Minuto

Seguradora pode recusar sinistro no seguro de vida quando não se verifica invalidez 

Quando efetua um seguro de vida, particularmente associado ao crédito habitação, dependendo das coberturas por que opta (ITP – Invalidez Total e Permanente ou IAD – Invalidez Absoluta e Definitiva), deve ter atenção à leitura completa da apólice antes de assinar. 

Isto porque é importante saber todas as informações relativas à ativação dos sinistros. No que toca à cobertura ITP, o grau de incapacidade que permite participar o sinistro deve ser igual ou superior a 60%, e na cobertura IAD o grau de incapacidade deve ser igual ou superior a 80%. 

Note que os graus de incapacidade são comprovados, previamente, pela Segurança Social que, caso se verifique, emite a reforma por invalidez ao beneficiário do seguro. 

Só neste caso pode participar à seguradora o sinistro ocorrido, o qual levou à incapacidade, para que a mesma pague o valor estipulado. 

Não é possível ativar o seguro se não tiver a reforma por invalidez, pois caso o faça, a seguradora tem o direito de recusar o pagamento do sinistro. 

Sabia que pode ser possível diminuir o valor que paga pelo seu seguro de vida? Renegociando as condições ou transferindo o seguro para outra seguradora que ofereça melhores condições a um custo mais baixo, a poupança pode ser significativa. Para analisar o seu caso específico, entre em contacto com o Poupança no Minuto que o pode acompanhar ao longo de todo o processo sem custos! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Seguros