Devo entregar o IRS no primeiro dia ou não?

Devo entregar o IRS no primeiro dia ou não?

A entrega de IRS começa já hoje, dia 1 de abril, mas os especialistas não costumam aconselhar a entrega logo no primeiro dia. Saiba aqui a opinião do presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos. 

01 Apr 20242 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Entrega de IRS: “Não ir a correr ao princípio nem deixar para o fim” 

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, Gonçalo Rodrigues, à Lusa e citado pelo Notícias ao Minuto, ainda que possamos começar a entregar a declaração de IRS no dia 1 de abril, não o devemos fazer logo. 

O especialista aconselha os contribuintes a não entregarem nem no início nem no fim do processo, ou seja, o ideal “é não ir a correr ao princípio nem deixar para o fim”. 

O processo começa a 1 de abril e termina a 30 de junho, referindo-se aos rendimentos auferidos em 2023, pelo que entregando a declaração ao longo do prazo terão “com certeza, a possibilidade de entregar o IRS de forma desmaterializada, sem grandes dificuldades”. 

"A falta de pessoal é indiscutível. É uma realidade que não é de agora, vai piorar e está a piorar. E nos próximos cinco anos vai piorar ainda mais porque vai sair muita gente para a aposentação", aponta o presidente do STI face à carência de recursos humanos da Autoridade Tributária Aduaneira. 

Em relação ao IRS, “as pessoas já estão muito habituadas a lidar com a AT”, sendo que há muitos contribuintes que são já abrangidos pelo IRS Automático, pelo que Gonçalo Rodrigues explica que as questões e dúvidas a surgir não terão grande impacto

Sobre a campanha do IRS, o presidente do Sindicato ainda indica que “o novo regime de retenção na fonte (que entrou em vigor em julho do ano passado e procura aproximar o valor retido do imposto devido), sendo uma medida positiva, pode conter o ‘risco’ de resultar numa redução do reembolso ou implicar que haja imposto a pagar, depois de feitas as contas”, pode ler-se na notícia. 

Para concluir, o líder deixa a nota que o novo regime de retenção "liberta dinheiro para a economia", mas que as pessoas "estavam habituadas a ter ali um pé-de-meia e, agora, eventualmente, poderá haver surpresas nesse sentido e a pessoa estar à espera de um reembolso e ter um reembolso mais pequeno ou, eventualmente, ter o mesmo imposto a pagar". 

Precisa de um dinheiro extra e o reembolso de IRS não será suficiente? Pondere a renegociação dos seus contratos de crédito, ou transferência dos mesmos para novas entidades, por forma a baixar as suas prestações mensais. Fale com um intermediário de crédito da Poupança no Minuto e aceda a este serviço gratuito! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Simuladores