Como validar faturas de IRS no portal e-Fatura? Passo a passo

Como validar faturas de IRS no portal e-Fatura? Passo a passo

Não sabe como proceder com a validação de faturas no portal e-Fatura? Passamos a explicar como validar, passo a passo, e qual o objetivo deste processo. 

19 Feb 20244 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Está a precisar de poupar? É que Poupança é o nosso primeiro nome. Contacte um intermediário de crédito ou mediador de seguros da Poupança no Minuto e descubra como pode baixar as prestações destes contratos! 

Mas leia, em seguida, o nosso guia para validar faturas de IRS. 

Porque tenho de validar as faturas e até quando? 

A data limite para que possa validar as suas faturas de IRS no portal e-Fatura está a chegar: 26 de fevereiro. Deve ser, por norma, um ato a ir realizando ao longo do ano, neste caso, de 2023, mas a maior parte dos contribuintes deixa pendentes as faturas até este mês. 

Em primeiro lugar, deve saber que validar as faturas permite que possa beneficiar dos valores limitados máximos de dedução nas várias categorias: saúde, educação, habitação, lares e despesas gerais e familiares (incluído na categoria “outros”). 

Além disso, ainda pode ver devolvida parte do IVA referente a despesas com passes de transportes, alojamento, restauração, oficinas de automóveis e motociclos, cabeleireiros e institutos de beleza, bem como em veterinários. 

O portal e-Fatura insere a maior parte das faturas de forma automática, mas deve sempre validá-las, pois algumas necessitam que coloque a categoria a que pertencem de forma manual

Então, resumindo: todas as compras de bens e serviços que efetuar, cujas faturas às quais associar o seu número de contribuinte (número de identificação fiscal - NIF), vão surgir na sua conta do portal e-Fatura. Deve validá-las até ao dia 26, por forma a pagar menos IRS ou receber um maior reembolso do mesmo, conforme o caso. Mas vejamos, por passos, como validar as faturas. 

Como validar as faturas passo a passo 

Passo 1 

Primeiro, deve aceder ao portal e-Fatura e clicar em “Despesas dedutíveis em IRS”; 

Image

Passo 2 

Em segundo lugar, para que possa fazer o seu login pessoal, deve clicar em “Adquirente”; 

Image

Passo 3 

Agora, será direcionado para o login do Portal das Finanças, onde deve inserir os seus dados de acesso: número de identificação fiscal (NIF) ou número de contribuinte, e a respetiva senha. 

Image

Passo 4 

Ao entrar na sua conta, deparar-se-á com as suas deduções em sede de IRS através das suas faturas, e para validar as mesmas, tem de selecionar a opção do aviso “Complementar informação Faturas”; 

Image

Passo 5 

Agora, pode começar a validar as suas faturas. Ou seja, todas as que não estejam com uma categoria atribuída, deve associá-las, selecionando uma das opções nas categorias, perante aquela a que pertençam. Se o nome da entidade não for claro para si, pesquise o nome para compreender a que despesa corresponde.  

Além disso, se tiver atividade aberta (passando recibos de trabalhador independente), irá aparecer-lhe a segunda coluna da imagem, à qual vai ter de responder se cada fatura em causa foi efetuada no âmbito da atividade profissional se não, ou se foi em parte. 

No final, não se esqueça de selecionar “Guardar” para salvar todas as validações que efetuou nas faturas; 

Image

Passo 6 

Se, ao fim de validar todas as faturas, se deparar com este erro, significa que a fatura a que associou uma categoria, não pertence a essa mesma categoria e deve alterar – caso não exista a categoria específica, selecione “Outro”; 

Image

Passo 7 

Caso tenha faturas referentes a receitas farmacêuticas, pode ainda aparecer-lhe o seguinte aviso: 

Image

Neste caso, se tiver a receita em causa, pode associá-la, indicando o valor comparticipado no seguinte campo: 

Image

Por fim, volte a guardar as alterações efetuadas e fica com todas as suas faturas validadas.  

No caso de não validar as faturas, não é penalizado, porém as faturas não validadas ficam excluídas de ser dedutíveis em IRS, podendo perder dinheiro face ao reembolso que teria ou ao aumento do valor que teria de pagar. 

Se precisar de poupar, já sabe... É connosco! Contacte a Poupança no Minuto e tenha acesso a serviços gratuitos de intermediação de crédito e mediação de seguros para poupar com os seus contratos! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Simuladores