Quanto gasto com a compra de um carro?

Quanto gasto com a compra de um carro?

Comprar um carro é um feito importante na vida de qualquer um, não só pela responsabilidade que implica, mas pelo peso que terá na carteira. Desde o crédito, ao seguro e às despesas de manutenção, ter um carro é impactante no orçamento, mas quanto?  

14 Nov 20234 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Crédito e seguro automóvel? Veio ao sítio certo. Os intermediários de crédito e mediadores de seguro da Poupança no Minuto podem garantir as melhores propostas com as melhores condições para si. Mas perceba primeiro como funcionam estes produtos. 

Primeiro: Despesas com crédito automóvel 

Se não comprar o carro com o valor a pronto, vai necessitar de contratar um crédito automóvel para poder adquirir. Para isso, deve ter em consideração este encargo no orçamento mensal nos anos que se seguem.  

O valor da prestação mensal que vai ter de liquidar por este empréstimo dependerá das especificidades do carro, mas também do valor de entrada que pagar à partida. 

Então, pode fazer previamente uma simulação do crédito automóvel, tendo em conta o valor do carro face ao valor que conseguirá liquidar logo, para perceber qual o valor de que vai precisar para o crédito.  

Assim, consegue perceber a sua taxa de esforço e se tem capacidade para ficar a pagar o empréstimo do carro ou não. A taxa de esforço representa o rácio entre os seus rendimentos e as suas prestações de crédito. 

A taxa de esforço deve estar idealmente até 34%, sendo que entre 35% e 40% já está elevada e mais de 40% muito elevada. Por exemplo, se os seus rendimentos corresponderem a 1.800 euros mensais, já tiver um crédito habitação de 600 euros, e quiser contratar um crédito automóvel de valor equivalente a 200 euros, a sua taxa de esforço vai ser 40%. Então, neste caso, é provável que o seu crédito seja aprovado, mas dependerá do banco e de outros fatores que o mesmo analisa. 

Também o prazo de reembolso do crédito vai influenciar o valor que paga mensalmente e no total do financiamento. Isto porque, quanto maior for o prazo, menos paga por mês, mas mais vai pagar pelo total do crédito devido aos juros. Repare que pode amortizar o crédito antecipadamente, em parte ou totalmente, sujeito a uma comissão.

A comissão por reembolso antecipado equivale a 0,5% se o período do crédito for superior a um ano, e 0,25% se o período remanescente for igual ou inferior a um ano. 

Escolher a proposta de crédito certa 

Se está à procura de um crédito automóvel, note que deve pedir várias simulações a bancos diferentes, para ter acesso à melhor proposta. 

Por forma a analisar a proposta mais benéfica para si, olhe para a Ficha de Informação Normalizada Europeia (FINE), que descreve as condições e características do empréstimo, e para comparar propostas, analise a Taxa Anual de Encargos Efetiva Global (TAEG), que indica o custo total do crédito. 

Mas não precisa de fazer este procedimento sozinho: Um intermediário de crédito pode ajudá-lo a comparar e tomar a melhor decisão relativamente ao seu crédito automóvel. Os serviços dos agentes intermediários da Poupança no Minuto são gratuitos, e garantem um apoio constante, para que tenha acesso às melhores condições de crédito.  

O carro também precisa de (estar) seguro 

A compra de um carro também implica a contratação de um seguro obrigatório: o seguro de responsabilidade civil automóvel.  

Este seguro cobre o pagamento de indemnizações consequentes de danos corporais e materiais causados a terceiros e pessoas transportadas, excetuando o condutor do carro. Mas pode adicionar coberturas facultativas ao seguro, como os danos do condutor e a assistência em viagem. 

Também pode efetuar um seguro de danos próprios, mais conhecido por “seguro contra todos os riscos”, que engloba os danos sofridos pela viatura do responsável do acidente. 

Note que se contratar o seguro com franquia, o seguro só vai cobrir os danos que sejam de valor superior ao acordado. 

Se o responsável de um acidente não tiver o seguro obrigatório válido, pode recorrer-se ao Fundo de Garantia Automóvel em que, se cumpridos os requisitos legais, cobre o pagamento das indemnizações. 

Já tenho crédito e seguro, e agora? 

Depois de contratado o crédito automóvel e o seguro obrigatório, as despesas com um carro não ficam por aí.  

Além das despesas iniciais, deve considerar os encargos com a manutenção do automóvel no orçamento. 

Então, aponte as seguintes despesas que terá enquanto proprietário de um carro: 

  • Prestações do crédito e seguro; 
  • Custo com inspeções periódicas, revisões e reparações; 
  • Pagamento de taxa na conservatória do registo automóvel; 
  • Imposto Único de Circulação (IUC), a ser pago anualmente no mês da matrícula. 

Contratar crédito? Subscrever seguro? Os agentes da Poupança no Minuto podem tratar de tudo! Contacte-nos e garanta um acompanhamento constante até ter a chave do seu carro na mão. 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Simuladores